Hoje na História: 1482 – Tomás de Torquemada é nomeado inquisidor

do opera mundi

11/02/2011 – 08:31 | Max Altman | São Paulo

 O rei católico Fernando V nomeia em 11  de fevereiro de 1482 novos inquisidores encarregados de erradicar a heresia em território espanhol. Entre eles, figura o futuro inquisidor-geral, Tomás de Torquemada. Símbolo do fanatismo religioso e da violência da Inquisição espanhola, ele teve grande responsabilidade na implantação e generalização da tortura e das fogueiras.

Wikicommons

Tribunal da Inquisição ou Auto da Fé da Inquisição, por Francisco Goya

Em 1479, quando a Inquisição medieval vivia suas derradeiras horas, Fernando V e Isabel a Católica fundam a Inquisição espanhola. Este ato de nascimento ilustra a particularidade desta instituição: ela fica sob o controle do Estado e não da Santa Sé, ainda que ela tenha dado autorização. O contexto da Reconquista propicia igualmente o estabelecimento de objetivos bem precisos, orientados contra as minorias religiosas que são os judeus e os muçulmanos.

Os julgamentos da Inquisição adotaram então o nome de Autos da Fé. Preocupada em se livrar das minorias religiosas, a Espanha compromete-se com a Inquisição na prática de “La Limpieza de Sangre”, a pureza do sangue. Dando continuidade à política, a Espanha põe em vigor a emissão de certificados de pureza do sangue, que pretendiam demonstrar que a pessoa era portadora de sangue cristão, ou seja, que ela ou sua família não tinham se convertido recentemente ao cristianismo.

Leia mais:
1199: Bula do papa Inocêncio III anuncia a Inquisição
1966: Igreja acaba com Index de livros proibidos
1793: Ex-rei da França Louis Capet é guilhotinado
1701: Nasce o Reinado da Prússia no seio do Sacro Império Romano Germânico

Torquemada

O inquisidor-geral, Tomás de Torquemada, agiu com violência e queimou na fogueira cerca de duas mil pessoas no espaço de 15 anos, provocando certa reprovação da Santa Sé. Não obstante, seu poder se estendeu rapidamente levando à condenação de feiticeiras e da magia. A partir de 1529, a Inquisição assumiu outra missão: a luta contra os protestantes. Graças a esta instituição, a Espanha resistiu à reforma luterana e permaneceu firmemente católica.

Utilizando-se da tortura, fazendo pesar um verdadeiro manto de chumbo religioso e cultural sobre o país, atormentado pela figura cruel de Torquemada, a Inquisição espanhola perdurou por vários séculos. Com efeito, se a Inquisição medieval foi montada em benefício dos instrumentos de controle e da justiça do Estado, a Inquisição espanhola, embora braço do Estado, não tinha esta necessidade e limitação. Meio de preservar as tradições, mantém sua vigência até a conquista napoleônica. Restabelecida em 1823, só seria definitivamente suprimida em 1834.

Outros fatos marcantes da data:
11/02/1763: Inglaterra e França assinam tratado que encerra Guerra dos Sete Anos
11/02/1950: Governo comunista afirma ter o controle de toda a China
11/02/1966: Morre o primeiro-ministro da Índia, Lal Bahadur Shastri, após assinar tratado de paz com o Paquistão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s