Lula mudou o País e DILMA VAI CONTINUAR A MUDAR

Lula inaugurou mais 78 escolas técnicas federais
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva inaugurou na segunda-feira, 01 de feveiro, de forma simultânea e a partir de Brasília, por teleconferência, 78 escolas federais de educação profissional em cidades de 19 estados de todas as regiões. Com a entrega dessas unidades, já serão 141 as escolas técnicas criadas por seu governo.

 Outras 99 estão em construção e devem ficar prontas até o fim do ano.
A rede federal está vivenciando a maior expansão de sua história.

 De 1909 a 2002, foram construídas 140 escolas técnicas no País.

 Ao fim de 2010 serão 380 instituições, que oferecerão 500.000 vagas.

Os investimentos do Ministério da Educação ultrapassam R$ 1,1 bilhão.

Um pensamento sobre “Lula mudou o País e DILMA VAI CONTINUAR A MUDAR

  1. Querida Camarada Márcia,
    Escreveu certa vez o poeta e compositor cubano Pablo Milanés (Amigo e parceiro do não menos iluminado Silvio Rodríguez) que “lo que brilla con luz propia nadie lo puede apagar, su brillo puede alcanzar la oscuridad de otras cosas…”
    E em sua magistral versão para o português, o inimitável Chico Buarque deu ares épicos aos célebres versos do querido e extraordinário Pablo Milanés quando proclama que “a História é um carro alegre cheio de povo contente que atropela indiferente aquele que ousar impedi-lo…”
    É isso que acontece com Dilma e os milhões de Companheiros que a apóiam e foralecem sua candidatura vitoriosa. Mas, diante da grande aceitação da iminente primeira presidente da República, os s(f)erristas ou tu-canos de plantão dedicam-se ao seu esporte preferido: enlamear a dignidade alheia, até porque eles já a perderam há muito tempo, a troco de trinta moedas.
    Em razão disso, trago esta mensagem recebida de Amigos em que é denunciada mais uma covarde difamação contra essa grande Companheira, própria de que, em desespero, não sabe usar argumentos, mas a tática fascista de atacar a pessoa e não suas ideias.
    Fraternalmente,
    Schabib

    Corre pelos esgotos da internet o seguinte email:
    A QUESTÃO É ÚNICA
    No caso da Srª Dilma ser eleita Presidente do Brasil, quem será a pessoa que irá aos Estados Unidos para a “fala habitual” na Assembléia Geral da ONU, ou para discutir com o presidente americano sobre questões de comércio, por ser aceito no conselho maior daquela instituição internacional por exemplo?
    Resp.: A Presidente não irá, com 100% de certeza
    Então, repete-se a pergunta: Quem irá a NovaYork, nos Estados Unidos, no lugar dela
    Bem, você deve estar intrigado com esta pergunta meio sem sentido, não é
    Aqui vai a explicação:
    Dilma Roussef foi condenada nos Estados Unidos pelo seqüestro do embaixador norte-americano, na década de 60 (Charles Elbrick) remember ?
    Juntamente com outras pessoas, tais como o Fernando Gabeira.
    A pena é bem grande e não há como pensar em liberdade condicional e lá o crime não prescreve !
    A questão secundária é que isto vale para outros 11 países.
    Muitos governantes de países periféricos já foram apanhados nesta armadilha e a maioria perdeu o cargo que ocupava, para satisfação da oposição local.
    Nós temos uma solução ideal para resolver esta questão: Não elegê-la presidente! Desta maneira ela poderá escolher lugares muito confortáveis para viver o resto da vida como por exemplo, Havana em Cuba, ou La Paz na Bolívia, o que resolverá vários problemas: os dela e os nossos.
    Portanto, pare de imaginar que é implicância quando se coloca na Internet a folha corrida policial desta senhora com seus comprovados crimes. Esqueça estes documentos e (se for o seu caso) continue com a sua fé inabalável nas qualidades desta mulher, legítima porta-voz do Sr. Lula da Silva.
    Mas……. se eu fosse você, começava a me preocupar com tal possibilidade.
    Já pensou se ela resolve fazer uma visitinha àquele cara simpático e ultra democrático da Venezuela, o Huguinho Chávez ou a família Castro, tutores e donos da grande Ilha Senzala e, de repente, por obra divina, uma tempestade no Caribe obriga o avião a descer em Miami, que fica ali perto.
    Imagine a encrenca monumental que nem o presidente americano vai poder desfazer?
    Bem… talvez você seja um sábio e tenha uma boa idéia para resolver a situação.
    Por isto volto a perguntar:
    Quem vai representar o Brasil nas viagens internacionais aos Estados Unidos e aos 11 países onde ela pode ser presa no próprio aeroporto onde desembarcar?

    VERDADE:

    Dilma não é proibida de ir a lugar algum, inclusive ela esteve recentemente nos Estados Unidos a convite do presidente Barack Obama.
    A ministra Dilma esteve recentemente nos EUA, na França, na Espanha, em Portugal. Esteve em Copenhague, na conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP 15). A ministra Dilma esteve também na Alemanha, onde – durante uma viagem em trem-bala – falou sobre licitação para uma linha ferroviária de alta velocidade no Brasil. A ministra Dilma esteve no Japão para a Cerimônia Oficial do Ano do Intercâmbio Japão-Brasil e do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. A cerimônia foi honrada com a presença de Suas Majestades Akihito e Michiko, o Imperador e a Imperatriz do Japão, e Sua Alteza Imperial, o Príncipe Herdeiro Naruhito. A solenidade contou ainda com a participação do primeiro-ministro do Japão, Sr. Yasuo Fukuda, e de autoridades do primeiro escalão do governo japonês, como o presidente da Câmara dos Deputados, Yohei Kono; o presidente da Câmara dos Conselheiros, senador Satsuki Eda; o presidente da Suprema Corte japonesa, Niro Shimada, e o presidente de honra do Comitê Executivo do Ano do Intercâmbio Japão-Brasil e presidente do Grupo Parlamentar Japão-Brasil, Taro Aso, entre outros convidados ilustres. Representando o governo brasileiro, esteve presente a ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Dilma Rousseff. Além da ministra, compareceu também o presidente da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil, Kokei Uehara.
    Embora as viagens da ministra Dilma ao exterior tenham repercutido na mídia nacional e internacional, uns ignorantes escrevem que a ministra não pode ir ao exterior, que ela não pode ir ao EUA por conta do seqüestro do embaixador dos EUA na ditadura militar (trocado por presos políticos que seriam torturados e mortos nos porões da ditadura militar) A ministra Dilma não teve nada a ver com o seqüestro do embaixador dos EUA. Quem participou desse episódio foi o deputado Fernando Gabeira, como relatam o livro e o filme “O que é isso companheiro”. Nem na ficha no extinto DOPS há referência sobre a ministra Dilma nesse episódio. Mas uns ignorantes, ou simplesmente pessoas mal intencionadas estão fazendo circular na rede um e-mail mentiroso sobre isso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s