Ex-soldada israelense divulga fotos ao lado de prisioneiros no Facebook

do opera mundi

16/08/2010 – 17:43 | Thaís Romanelli | Redação

Uma ex-soldada das IDF (Forças de Defesa de Israel) causou polêmica na internet ao publicar fotos em que aparece ao lado de prisioneiros palestinos vendados no site de relacionamentos Facebook. Segundo a rede de TV árabe Al-Jazira e o jornal israelense Haaretz, as imagens foram encontradas por blogueiros, que as divulgaram nesta segunda-feira (16/8).

Eden Abergil, que serviu o exército até 2009, intitulou o álbum no qual as fotos estavam como “O Exército, a melhor parte da minha vida” referindo-se ao seu serviço militar obrigatório em Israel durante dois anos.

Leia mais:
O Estado de Israel é a origem do ódio
Israel: nada de novo no front oriental
A ONU, a impunidade e a guerra

Nas fotos, que aparentemente foram tiradas em 2008, a ex-soldada brinca com os telefones do quartel, sorri ao lado de dois prisioneiros algemados e posa ao lado de outro prisioneiro vendado.

Reprodução

As fotos, que foram divulgadas no próprio perfil da ex-soldada, causaram polêmica entre usuários do Facebook

“Isso parece realmente sexy”, diz um comentário postado por um dos amigos Abergil no Facebook. Outro, que atribui a culpa da prisão dos palestinos a ex-soldada, recebeu resposta sarcástica de Abergil, que questionou se o prisioneiro também faria parte da rede social para poder marca-lo na legenda da foto.

Em seu perfil do Twitter, a música israelense e blogueira Dan Ya Shwartz afimou que questionou Abergil sobre a divulgação das fotos no Facebook, mas a ex-soldada não respondeu a pergunta.

 

Leia também:
EUA aprovam “pílula dos cinco dias seguintes”
Hamas se junta a Obama e Bloomberg em apoio a mesquita em Nova York
 
“Não entendo porque você acessa os perfis das pessoas no Facebook para sempre tentar encontrar coisas ruins. Se dedique a coisas mais importantes”, respondeu Abergil, segundo Shwartz.

Segundo a edição online do jornal israelense Haaretz, outra blogueira, Lisa Goldman, fez algo semelhante e recebeu em resposta: “Não falo com esquerdistas”.

Reprodução

Apesar da condenação do exército Israelense, Abergil não pode ser punida por não servir mais o exército

O caso chamou a atenção do exército israelense, que classificou a atitude como “deplorável”. “É um comportamento vergonhoso da soldada. Levando em conta que a dispensa foi dada para Abergil no ano passado, todos os detalhes foram entregues aos comandantes responsáveis na época com o objetivo de prestarmos maiores esclarecimentos”, disse um porta-voz do exército.

No ano passado, o exército anunciou novas regras para os soldados, proibindo-os de divulgar fotos nas bases militares. Entretanto, o fato das fotos terem sido publicadas quando a soldada não fazia mais parte do exército, impede qualquer tipo de punição por parte do grupo militar.

Já para o governo palestino, que também comentou o assunto, as fotos “mostram a mentalidade do ocupante, que se orgulha de humilhar os palestinos”.

Siga o Opera Mundi no Twitter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s