PCdoB apoia Venezuela e defende a paz na América do Sul

do site do porta vermelho

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) divulgou nota neste sábado em apoio à República Bolivariana da Venezuela, em vista dos últimos acontecimentos entre o país e a Colômbia. A Venezuela cortou as relações com o vizinho sul-americano, cujo governo insiste em acusar a república bolivariana de abrigar guerrilheiros das Farc em seu território, acirrando as tensões na região.

Leia abaixo a íntegra da nota:

Diante dos recentes acontecimentos que envolveram a República Bolivariana da Venezuela e a Colômbia, o Partido Comunista do Brasil denuncia as agressões do governo colombiano e manifesta seu firme apoio ao presidente Hugo Chávez e à República Bolivariana da Venezuela.

As últimas semanas foram marcadas por gestos da parte do presidente Hugo Chávez na busca de entendimento com o país vizinho, o que incluía a possibilidade de participar da posse de seu novo presidente Juan Manuel Santos, no início de agosto. No entanto, o governo do ultradireitista Álvaro Uribe, em seus últimos dias de mandato, faz perigosas provocações para ampliar a tensão e criar obstáculos para a normalização das relações entre os dois países.

As acusações do governo Uribe são mais um pretexto para agredir e ameaçar a Venezuela. O conflito interno colombiano é utilizado pelos EUA no intuito de combater as forças revolucionárias e democráticas e os governos progressistas da América do Sul. Nesse sentido, o governo Uribe assume, na prática, o papel de instrumento do imperialismo estadunidense no continente.

Coincidentemente, os ataques do governo Uribe à Venezuela ocorrem durante as campanhas eleitorais no Brasil e na própria pátria de Bolívar. O mesmo discurso do embaixador colombiano na OEA foi repetido nos últimos dias pela candidatura de José Serra, no Brasil, e pela direita venezuelana, e orquestrado pela mídia monopolista e por todas as forças reacionárias da América Latina. Faz-se necessária uma ampla e contundente condenação dos povos latino-americanos à ação da ultradireita em nosso continente.

O Partido Comunista do Brasil defende que a saída para a crise deve se dar no âmbito dos espaços de articulação soberana dos países sul americanos, como são a União de Nações Sul Americanas (Unasul) e o Conselho Sulamericano de Defesa.

Em defesa da paz , da unidade e da emancipação latino- americana.

Renato Rabelo
Presidente Nacional do Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

Ricardo Alemão Abreu
Secretário de Relações Internacionais do Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s