Persiste clima de tensão entre Venezuela e Colômbia

do site prensa latina

24 de diciembre de 2009, 07:12Caracas, 24 dez (Prensa Latina)

O clima de tensão entre Venezuela e Colômbia persiste hoje depois de quase cinco meses que Caracas decidiu congelar suas relações bilaterais com o país vizinho.

Neste contexto o ministro venezuelano de Interior e Justiça, Tareck El Aissami, informou ontem a captura do paramilitar neogranadino Oscar José Ospina, a quem a justiça de seu país busca por sua participação em pelo menos 300 assassinatos.

Por sua vez, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, denunciou no domingo passado a violação do espaço aéreo nacional por um avião não tripulado de uns dois ou três metros de comprimento que penetrou até Forte Mara (zona fronteiriça).

Essas aeronaves, explicou o líder, manejam-se por controle remoto, vão filmando tudo, inclusive, algumas atiram bombas e vão embora, essa é a tecnologia ianque (estadunidense) que agora está na Colômbia.

Chavez advertiu que tinha ordenado “tombar qualquer aviãozinho desses que apareça, porque não vamos permitir que violem o espaço aéreo”.

Em resposta às declarações de Chávez, o ministro de Defesa colombiano, Gabriel Silva, disse na última segunda-feira em tom de deboche que os soldados venezuelanos confundiram o trenó de Papai Noel com os aviões espiões.

A respeito, o vice-chanceler venezuelano, Francisco Arias, disse que as palavras de Silva vão contra os objetivos de normalização dos vínculos bilaterais que seu presidente Álvaro Uribe diz perseguir.

Durante uma visita a guarnições militares na fronteira com o vizinho país, Arias manifestou estar surpreso pelo fato de que Silva esteja fazendo declarações que correspondam ao Ministério de Relações Exteriores.

Há uns dias, precisou, a chancelaria venezuelana chamou os representantes da embaixada colombiana em Caracas para fazer-lhes entrega de um “protesto formal, bem sério e franco,” pelas expressões de Silva.

O governo venezuelano congelou suas relações econômicas no último dia 28 de julho com Bogotá por considerar uma ameaça de guerra para a região instalar sete novas bases militares estadunidenses em solo colombiano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s